Daniela Freire

A peça estará em cartaz durante dois dias na capital e está sendo vendida a preços populares O ator Marco Nanini já se encontra em Natal para o espetáculo “Beije Minha Lápide” que acontece amanhã (23) e na quinta-feira (24), no Teatro Riachuelo, a partir das 21h. A peça chega à terrinha potiguar com preços populares. “Beije Minha Lápide” faz homenagem ao escritor irlandês, Oscar Wilde, onde o ator Marco Nanini interpreta a história de Bala, um fã apaixonado do…

  Por Marcela Freire   Quando terminou seu trabalho como assistente de direção de Alfred Hitchcock, o cineasta americano Jules Dassin conta que o diretor lhe deu um conselho dedespedida: nunca faça filmes com crianças, animais ou Charles Laughton. Dassin fez tudo isso e mais durante sua carreira, que realmente nunca foi marcada pela obediência. Ele começou sua trajetória nos estúdios da Metro GoldwynMayer, mas não conseguiu lidar com o severo controle criativo. Brigou feio com o chefão Louis B….

  Por Marcela Freire   Diante da abundância de testosterona no cinema Hollywoodiano em geral enos filmes adolescentes em particular, é refrescante descobrir um longa protagonizadopor duas garotas, como é o caso da comédia de 2001, Ghost World (que podeaparecer com os estranhos subtítulos “mundo cão” ou “aprendendo a viver”). Baseado na graphic novel de Daniel Clowes, o filme segue o dia a dia de Enid(Thora Birch) e Rebecca (Scarlett Johansson, antes de seu mergulho no mundo dosblockbusters), duas jovens…

  Por Marcela Freire   As coloridas e fervilhantes ruas de Hong Kong são o palco para o excêntrico, melancólico e charmoso romance do diretor Wong Kar-Wai, Amores Expressos (Chung Hingsam lam, 1994). O longa, na verdade, é um dois em um: conta duas histórias de amor, sem muita conexão entre elas, e mesmo assim funciona lindamente. A primeira parte narra os dissabores do policial nº 223 (Takeshi Kaneshiro). Largadopela namorada, 223 está tentando superar a tristeza, quando esbarra numa…

        Por Marcela Freire   O barão Ferdinando Cefalú (Marcello Mastroianni), ou Fefè, como é carinhosamente chamado por seus familiares, é um aristocrata italiano decadente, com um problema sentimental: sua esposa, Rosalia (Daniela Rocca), não é mais a mesma. Ela perdeu boa parte dos encantos da juventude, e Fefè já não aguenta mais suas atenções. Seria muito mais ao gosto dele casar-se com sua prima Ângela (Stefania Sandrelli), uma adolescente de dezesseis anos, pela qual ele está…

    Por Marcela Freire   Reza a lenda que o roteirista húngaro Emeric Pressburger propôs certa vez a seguinte ideia para uma história: Uma mulher quer chegar a uma ilha, não consegue. Quando finalmente pode fazer a viagem, ela não quer mais ir. Intrigado, o diretor inglês Michael  Powell  pergunta,  “E por que não?” Pressburger responde,  “Vamos fazer o filme e descobrir”. E esse realmente foi o mote de Sei Onde Fica o Paraíso (I Know where I’m Going,…

  Por Marcela Freire   Os “tímidos notórios” são o centro das atenções na comédia francesa Românticos Anônimos. Românticos Anônimos (Les émotifs anonymes, 2010) é uma comédia sobre um casal de “tímidos notórios”, como diria Luis Fernando Veríssimo. Na verdade, mais que tímidos, os protagonistas da história, Jean-René (Benoît Poelvoorde) e Angélique (Isabelle Carré) sofrem de ansiedade e fobia social. Angélique, uma chefe de cozinha especializada no preparo de chocolates, morre de medo de ser o centro das atenções. Ela…

      Por Marcela Freire   Talvez seja uma novidade para muitos,  mas existe sim cinema (e cineastas) no RioGrande do Norte. A seleção do curta potiguar “Sêo Inácio ou O Cinema do Imaginário” para o Festival de Cinema de Gramado é uma amostra do esforço crescente dos realizadores locaispara desenvolver a produção audiovisual no Estado. Aliás, empenho é o que não falta, como se pode ver em eventos como o Festival Goiamum e na união de produtores independentes…

  Por Marcela Freire A primeira aparição do ator egípcio Omar Sharif no cinema hollywoodiano, no épico Lawrence da Arábia (1962), é de encher os olhos até hoje. Ele surge de bem longe, apenas um ponto negro no horizonte do deserto, aproximando-se da câmera como um espectro. Quando seu personagem, Sharif Ali, finalmente põe os pés na areia branca e afasta a cafia do rosto, todo espectador sabe imediatamente que está na presença de alguém importante. A partir daí, Omar…

“Sabe Aquele Filme…” por Marcela Freire   Nesses dias de debates sobre as mensagens racistas dirigidas à jornalista Maria Júlia Coutinho e filtros arco-íris no facebook, enquanto muitas pessoas ainda se apegam a antigos preconceitos, é interessante dar uma olhada no melodrama do diretor Todd Haynes, Longe do Paraíso (Far from Heaven, 2002). No filme, que se passa no ano de 1957, Cathy Whitaker (Julianne Moore) é uma dona de casa exemplar vivendo o sonho americano: mora em um idílico…